Cuidados pós criolipólise: o que deve ser feito após o tratamento

Digite sua pesquisa

Tratamento que congela gordura: os cuidados pós criolipólise

Tratamento que congela gordura: os cuidados pós criolipólise

Tratamento que congela gordura: os cuidados pós criolipólise

O que fazer após finalizar o tratamento

Atualmente, os tratamentos estéticos são muito procurados pelas mulheres, principalmente as que desejam estar com o corpo em forma e eliminar as famosas gordurinhas indesejadas. E a criolipólise é um dos tratamentos estéticos que pode ajudar a resolver essa questão. A técnica não invasiva utiliza baixas temperaturas e age diretamente no congelamento de gordura. Porém, existe uma série de cuidados pós criolipólise que as mulheres devem seguir para que o tratamento surta efeito.

 Características da criolipólise?

A criolipólise nada mais é do que um tratamento totalmente inovador para redução de gordura localizada através de um aparelho que utiliza uma tecnologia com resfriamento intenso e localizado, mantido em determinada região por até 1 hora.

O tratamento possui algumas características bastante importantes que levam a eliminação da gordura, entre elas é possível citar que a transformação é irreversível, ou seja, nada volta a ser como antes. A segunda é que quando há a mudança estrutura, as células de gordura congeladas pelo organismo e passam a ser reconhecidas como corpos estranhos.

Não se deve esquecer que após o procedimento é importante uma série de cuidados pós criolipólise para que os efeitos apareçam com mais facilidade e não exista nenhum problema futuro. Os resultados variam de pessoa para pessoa.

Cuidados pós tratamento

Geralmente, após aplicação da criolipólise em alguma parte do corpo, o tecido tratado se torna mais rígido e alto, ou seja, ele vira uma espécie de “picolé”, que é feito assim que a máquina é retirada e através de uma massagem local de alguns minutos.

Por isso, é importante não expor a região onde foi feito o tratamento, ao sol ou calor (em piscinas aquecidas por exemplo), e evitar atividades físicas intensas nas primeiras 48 horas após, por conta do desconforto local observado independente da atividade física que será realizada.

Quando ocorre inchaço

Logo após a aplicação da técnica, pode haver um inchaço por dias ou semanas, e área pode apresentar até mesmo um processo inflamatório. Embora esse inchaço faça justamente parte do processo inflamatório, ele pode ser amenizado através de uma drenagem linfática manual.

Uma vez que o sistema linfático ajuda na eliminação de resíduos do metabolismo celular, que ocorre quando uma determinada área é exposta à criolipólise, a drenagem linfática pode ajudar a potencializar o funcionamento de todo o sistema e amenizar o problema.

A Duohaus oferece o tratamento de criolipólise. Clique para saber mais e agendar sua avaliação.


Artigos Relacionados